Dieta pouco saudável nos primeiros 3 anos de vida pode afetar QI

Estudo realizado no Reino Unido analisou resultado de testes em 14 mil crianças

Efe,

07 Fevereiro 2011 | 21h32

LONDRES - Uma dieta rica em gorduras e açúcares durante os primeiros anos de vida poderia afetar o desenvolvimento do quociente intelectual (QI) das crianças. Assim demonstrou um estudo publicado nesta segunda-feira pelo revista científica British Medical Journal e realizado por especialistas da Universidade de Bristol (Reino Unido).

 

Os autores da pesquisa baseiam suas conclusões no estudo ALSPAC, realizado com 14 mil crianças nascidas entre 1991 e 1992, e pretendia fazer um acompanhamento a longo prazo da saúde dos participantes. Com este objetivo, os pais completaram questionários detalhados sobre o tipo de comida e bebida que seus filhos consumiam aos três, quatro, sete e oito anos e meio.

 

Periodicamente, as crianças foram submetidas ao teste de inteligência Wechsler, que revelou que aquelas cuja dieta era pouco saudável apresentaram um coeficiente intelectual menor que os que comiam bem. Os padrões de alimentação entre os quatro e os sete anos não tiveram impacto no nível de inteligência das crianças, mas sim o tipo de dieta até os três anos.

 

Os especialistas esclareceram que estes estudos sugerem que "os efeitos cognitivos relacionados com os hábitos alimentares nos primeiros anos de vida poderiam persistir mesmo alterando a dieta". No entanto, os especialistas também disseram que estes resultados são "modestos" e recomendaram efetuar novas pesquisas para entender melhor o efeito sobre a inteligência que pode ter um determinado tipo de dieta em uma idade avançada.

Mais conteúdo sobre:
dietaQI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.