Gustavo Lima/Agência Câmara
Gustavo Lima/Agência Câmara

Diretora de Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio, é afastada

Alvo de uma série de denúncias, entre elas, a de preencher vagas de trabalho com indicações políticas, a instituição é a primeira a ter a sua estrutura alterada

Lígia Formenti, O Estado de S. Paulo

23 de janeiro de 2019 | 09h55

BRASÍLIA - O Ministério da Saúde decidiu afastar a diretora do Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio, Luana Camargo. Alvo de uma série de denúncias, entre elas, a de preencher vagas de trabalho com indicações políticas, a instituição é a primeira a ter a sua estrutura alterada.

Em dezembro, antes de assumir o posto, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta já havia adiantado que revisaria contratos e a administração dos seis hospitais que estão sob administração federal.

A mudança na administração dos hospitais também faz parte das prioridades para os 100 dias de governo. Mandetta prometera um “choque de gestão”, com compras integradas para as unidades.

Está prevista para esta quarta-feira, 23, no Rio, a primeira reunião entre integrantes do ministério, da Secretaria Geral da Presidência da República e a diretoria dos seis hospitais para discutir melhoras na administração das instituições.  A diretora do Bonsucesso, Luana Camargo, já não participará do encontro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.