Dois australianos percorrem 1.130 quilômetros e chegam ao Pólo Sul

Homens se tornaram os primeiros aventureiros a realizar o trajeto sem nenhum tipo de assistência

Efe,

01 de janeiro de 2012 | 10h36

 Dois australianos percorreram 1.130 quilômetros e chegaram até o Pólo Sul e se tornaram os primeiros aventureiros a realizar o trajeto sem nenhum tipo de assistência.

Os dois iniciaram agora a volta para o ponto de partida, no litoral da Antártida. James Castrission e Justin Jones, de 29 e 28 anos, respectivamente, chegaram ao Pólo Sul neste sábado, 61 dias após iniciaram sua marcha, informou a imprensa australiana.

A aventura faz parte de uma campanha para arrecadar donativos para a luta contra o câncer e foi realizada cem anos depois da proeza feita pelo norueguês Roal Amundsen e o inglês Robert Scott, os primeiros homens a chegarem ao Pólo Sul.

Agora, eles terão pela frente o desafio de fazer o caminho de volta em apenas 28 dias, já que um atraso de dez dias diminuiu a quantidade de mantimentos que os dois transportavam.

Apesar de Antártida ser verão, os dois homens enfrentaram temperaturas abaixo de zero e fortes ventos. Eles consumiam por dia uma quantidade de calorias equivalente a 15 hambúrgueres. O mau tempo, no entanto, atrasou a chegada ao Pólo Sul e os dois tiveram que racionar comida. Por isso, perderam quase 15 quilos.

"Estamos com metade de nossos mantimentos, por isso o retorno vai ser bastante complicado", disse Castrission. Em 2008, ele e Jones fizeram história ao se tornaram as primeiras pessoas a realizarem numa canoa o trajeto entre a Austrália e a Nova Zelândia.

Tudo o que sabemos sobre:
Pólo Sulaustralianosexpedição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.