Dor nas costas: Analgésico e atividade 'são melhor opção'

Pesquisadores australianos afirmam que outras alternativas não são eficazes.

BBC Brasil, BBC

09 de novembro de 2007 | 13h00

Tomar paracetamol e manter-se ativo é o melhor tratamento para dor nas costas, afirmou um estudo liderado por pesquisadores australianos. O estudo, publicado na revista científica Lancet, argumenta que esse tratamento é suficiente para reduzir os problemas dos pacientes e que tanto o uso de antiinflamatórios como o de técnicas alternativas não ampliam a eficácia no combate da dor.Para confirmar sua tese, os pesquisadores da Universidade de Sydney analisaram 240 pessoas que sofriam dores na coluna lombar. Desse grupo, todos já haviam recebido a recomendação de tomar paracetamol e não fazer repouso. A partir disso, os cientistas dividiram os voluntários em quatro grupos de 60. O primeiro foi tratado com um antiinflamatório e técnicas de manipulação da coluna; o segundo, com um placebo e as mesmas técnicas; o terceiro, com uma técnica de manipulação da coluna "falsa" e um antiinflamatório; e o quarto, com uma técnica "falsa" e placebo.Segundo os cientistas australianos, todos os voluntários se recuperam igualmente da dor no fim do tratamento, inclusive os que foram tratados com terapia falsa e placebo.Para o coordenador do estudo, Mark Hancock, os tratamentos adicionais ao paracetamol não apresentaram benefícios clínicos. "Estas conclusões são importantes porque tanto os antiinflamatórios como as terapias alternativas estão associadas a efeitos colaterais." "Os médicos podem tratar os pacientes com confiança sem expô-los a riscos e ao alto custo de medicamentos." O médico Stuart Derbyshire, da Escola de Psicologia e especialista em dor da Universidade de Birmingham, na Grã-Bretanha, apoiou as conclusões do estudo. "Para muitas pessoas, um tratamento simples pode ser o suficiente para o paciente vencer a fase aguda da dor e retornar à vida normal quando a dor passa." Os próprios pesquisadores alertaram, no entanto, que ainda não está claro se os resultados da pesquisa podem ser aplicados nos casos de dores crônicas. Além disso, para Tony Metcalfe, presidente da Associação Britânica dos Quiropráticos, as terapias de manipulação da coluna utilizadas no estudo não podem ser comparadas com o que é oferecido no mercado. "A manipulação da coluna é somente parte de um pacote do tratamento que é oferecido por quiropráticos, que inclui também mudanças na postura e no estilo de vida, além de reabilitação e exercícios específicos." Metcalfe acrescentou ainda que as técnicas de manipulação da coluna são um tratamento seguro quando feito por profissionais habilitados e não apresenta efeitos colaterais. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.