Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Doses de Coronovac que ficaram sem refrigeração ainda poderão ser usadas, aponta Fiocruz

Recomendação é para que a aplicação seja feita no período de até duas semanas

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

02 de fevereiro de 2021 | 10h13

RIO - As mais de 720 doses da Coronavac, vacina contra covid-19, que haviam sido armazenadas de forma irregular no Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio, são seguras para uso e não precisarão ser descartadas. A garantia é da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), amparada em análise da Fiocruz.

"O Instituto Nacional de Controle e Qualidade em Saúde da Fiocruz (INCQS/Fiocruz) analisou os relatórios do ocorrido e informações técnicas do fabricante da vacina e considerou que há segurança para o uso das doses em questão", informou a SMS nesta terça-feira, 2.

Segundo a pasta, o órgão da Fiocruz recomendou que a aplicação dessas doses seja feita no período de até duas semanas. A secretaria informou que recebeu o documento liberando o uso das vacinas na segunda-feira e que está decidindo para onde elas serão enviadas.

O lote com mais de 720 doses da Coronavac correu o risco de ser descartado devido a uma queda de energia ocorrida no dia 24 do mês passado no Hospital Federal de Bonsucesso, onde estavam armazenadas. Isso porque a vacina precisa ficar guardada em uma temperatura entre 2°C e 8°C. Como elas ficaram um período sem a devida refrigeração, havia o temor de que a qualidade tivesse ficado comprometida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.