Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Dráuzio Varella diz que não faz parte do 'comitê de notáveis' contra drogas

Em vídeo no Facebook, médico afirma não ter preparo técnico nem tempo livre para participar de grupo de assessoramento ao governo de SP e à Prefeitura

Sara Abdo, O Estado de S.Paulo

30 Maio 2017 | 20h45

No mesmo dia em  que teve seu nome divulgado entre os membros de um 'comitê de notáveis' contra as drogas, o médico oncologista Dráuzio Varella publicou um vídeo em sua página no Facebook em que desmente sua participação no grupo. Ele afirmou não ter condições, nem de tempo e nem de conhecimento, para assessorar o governo quanto às políticas contra as drogas. 

Varella relatou que conversou com David Uip, secretário de Saúde do Estado de São Paulo, a quem afirmou estar disposto a dar sugestões para os programas estadual Recomeço e municipal, Redenção, no combate ao uso de drogas. No entanto, o médico nega que tenha recebido um convite oficial. "Se recebesse, não aceitaria porque não tenho tempo e nem estudo nessa área". 

Na sequência do esclarecimento de Varella, o secretário de Saúde publicou, em seu Facebook, nota lamentando o que chamou de desistência do médico e oncologista em fazer parte do Comitê Superior de Saúde contra as drogas. "Ele aceitou e até conversou com o prefeito João Doria sobre isso. Infelizmente soube há pouco que ele desistiu. Lamento, mas respeito sua decisão", escreveu Uip. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.