DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Duas pessoas morrem por dengue em São José dos Campos

Para enfrentar a doença, as prefeituras estão recorrendo a medidas judiciais para eliminar criadouros do mosquito transmissor

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

10 Abril 2015 | 19h04

SOROCABA - A prefeitura de São José dos Campos confirmou nesta sexta-feira, 10, as duas primeiras mortes causadas pela dengue, este ano, na cidade do Vale do Paraíba. A cidade já contabiliza 1.714 casos da doença e está desde março em situação de epidemia. Em todo o ano passado, foram confirmados 826 casos. Um equipamento que apresenta em dois minutos o resultado dos exames de sangue passou a ser usado na principal unidade de saúde que atende casos de dengue.

No enfrentamento da dengue, as prefeituras estão recorrendo a medidas judiciais para eliminar criadouros do mosquito transmissor, conseguindo até autorização para demolir imóveis que apresentem riscos à saúde. Em Marília, com aval da justiça, a prefeitura demoliu uma casa que estava abandonada havia cinco anos. O proprietário recebeu dezenas de notificações e multas e não adotou medidas para a limpeza do imóvel. Os proprietários de outros imóveis já foram notificados.

Em Sorocaba, o serviço de limpeza da prefeitura retirou 35 toneladas de possíveis criadouros de apenas duas casas localizadas na Vila Assis, região do Além-Ponte. Os restos de materiais inservíveis, lixo e móveis velhos encheram sete caminhões. Os moradores não vinham permitindo o acesso dos agentes e foi necessário o apoio da Guarda Civil Municipal para a ação. Em Votorantim, cidade vizinha, atendendo à determinação do Ministério Público Estadual, a prefeitura retirou 20 caminhões de possíveis criadouros espalhados pelas ruas, estradas e praças.

Mais conteúdo sobre:
dengue São José dos Campos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.