É possível evitar mais de 40% dos casos de câncer, diz estudo

Pesquisa chegou à conclusão de que a maior parte dos casos estão relacionados a fatores do estilo de vida como tabaco, má alimentação, álcool e sobrepeso

Efe

07 de dezembro de 2011 | 11h52

LONDRES - Cerca de 45% dos casos de câncer em homens e 40% dos registrados em mulheres no Reino Unido são causados pelo estilo de vida e podem ser prevenidos, diz um estudo publicado nesta terça-feira, 6, na revista médica The British Journal of Cancer.

 

A pesquisa, a mais extensa elaborada até hoje no Reino Unido, chegou à conclusão que mais de 100 mil dos cânceres diagnosticados a cada ano neste país são causados por quatro fatores relacionados com o estilo de vida: tabaco, má alimentação, álcool e sobrepeso.

 

Segundo o estudo, realizado pela associação britânica "Cancer Research UK" e que levou em conta 14 fatores ambientais e de estilo de vida, o tabaco é o elemento mais determinante para o desenvolvimento de um câncer.

 

O tabaco é responsável por 23% dos casos de câncer em homens e por 15,6% das ocorrências em mulheres, sendo que os tipos mais frequentes são, além do de pulmão, o de bexiga, rim, pâncreas e colo do útero.

 

No total, 34% dos cânceres diagnosticados no Reino Unido em 2010, o que equivale a 106.845 casos, estavam vinculados a tabaco, alimentação, problemas com álcool e excesso de peso.

 

Entre os homens, 6,1% dos casos de câncer tinham relação com a falta de frutas e verduras na dieta, 4,9%, com o trabalho, 4,6%, com o álcool, e 4,1%, com o sobrepeso.

 

Além disso, segundo o estudo, 3,7% dos cânceres diagnosticados em homens têm como causa uma excessiva exposição aos raios ultravioletas.

 

No caso das mulheres, 6,9% dos diagnósticos de câncer estiveram vinculados ao sobrepeso, 3,7%, a infecções, e 3,6%, aos raios ultravioletas.

 

A falta de frutas e verduras na dieta foi determinante em 3,4% dos casos de câncer entre mulheres, enquanto o álcool foi responsável por 3,3% das ocorrências.

Tudo o que sabemos sobre:
câncer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.