Eleva-se em dois quilômetros a altura da órbita da Estação Espacial

Plataforma perde altura diariamente devido a gravidade e precisa ter sua órbita corrigida

Efe

15 Setembro 2010 | 12h20

Moscou - A altura média da órbita da Estação Espacial Internacional (ISS) foi elevada nesta quarta-feira, 15, em dois quilômetros, com a ajuda dos motores do cargueiro russo Progress M-07M, ligado à plataforma, informou o centro de Controle de Voos Espaciais (CCVE ) da Rússia.

 

Um porta-voz disse à agência de notícias Interfax que após a manobra "a altura média da órbita da estação é de 356 km acima da Terra."

 

Ele acrescentou que a correção foi iniciada às 13h04 de Moscou (09h04 GMT), e que os motores, que funcionaram durante 526 segundos, aumentaram a velocidade de voo da estação em 1,2 metro por segundo.

 

A correção da órbita foi realizada a fim de garantir as condições ideais para o retorno à Terra, no dia 24 deste mês, da nave espacial tripulada Soyuz TMA-18, bem como para o acoplamento da Soyuz TMA-01M em 10 de outubro.

 

No próximo mês será realizada uma nova correção da órbita.

 

Normalmente a altura média do ISS varia entre 360 e 330 quilômetros.

 

Mas a plataforma perde entre 100 e 150 metros a cada dia devido à gravidade da Terra, a atividade solar e a outros fatores, tornando-se necessário corrigir periodicamente a sua órbita.

 

A equipe atual do laboratório espacial compreende os cosmonautas russos Alexandr Skvortsov, Fiódor Yurchijin e Mikhail Kornienko e astronautas Doug Wheelock E.U., Shannon Walker e Tracy Caldwell.

Mais conteúdo sobre:
ISS correção de órbita gravidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.