Em 4 meses, Campinas registra 17 mil casos de dengue

Para controlar a proliferação do mosquito, 83 mil toneladas de entulhos foram removidos

Ricardo Brandt, O Estado de S. Paulo

28 Abril 2014 | 19h58

CAMPINAS - Em quatro meses, Campinas registrou 17,1 mil casos de dengue, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 28, pela Secretaria Municipal de Saúde. O município tem uma morte por dengue confirmada e outra de uma mulher que contraiu a doença em Santa Bárbara d'Oeste e estava em tratamento na cidade. Esta é a pior epidemia da história de Campinas.

De janeiro até março havia um total de 8.236 casos de dengue. Até o dia 17 deste mês, os números subiram para 14 mil, aumento de 70%. Agora os casos subiram para 17.136, um aumento de 23%.

Com o aumento elevado de casos, todo paciente sintomático é registrado como dengue. "Trata-se de uma medida preventiva para agilizar o tratamento e o cuidado com as pessoas", explicou o secretário de Saúde, Carmino Antônio de Souza.

Na semana passada, técnicos do Ministério da Saúde estiveram na cidade para avaliar a necessidade de envio de apoio, mas descartaram. Outros quatro casos de morte continuam em investigação.

Para controlar a proliferação do mosquito, 83 mil toneladas de entulhos já foram removidos com apoio do Exército. A prefeitura também reforçou as equipes nos postos de saúde para dar conta da demanda.

Mais conteúdo sobre:
dengue Campinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.