Daniele Souza/Santuário Nacional de Aparecida/Divulgação
Daniele Souza/Santuário Nacional de Aparecida/Divulgação

Em missa com santuário vazio, arcebispo de Aparecida pede que fiéis fiquem em casa

Dom Orlando Brandes reforçou orientação de isolamento para ajudar no combate ao coronavírus

Gerson Monteiro, especial para O Estado, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2020 | 16h55

A missa de Páscoa no Santuário Nacional de Aparecida, no interior de São Paulo, foi sem fiéis no templo religioso. Durante a homilia, o arcebispo Dom Orlando Brandes reforçou o pedido para que os católicos continuem em casa para ajudar no combate ao novo coronavírus.

"Vamos ficar em nossas casas, vamos cumprir as orientações de nossos médicos, vamos tentar essa caridade e zelo pela vida", orientou dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida, aos encerrar sua homilia de Páscoa neste domingo, 12.

O santuário está fechado há quase um mês, depois que uma ação do Ministério Público foi acatada pela Justiça, proibindo celebrações com público no local, a fim de evitar a proliferação do coronavírus. Apenas visitas estão permitidas.

Silvio da Silva, 61 anos, empresário da construção civil em São Carlos (SP), é um dos milhares de fiéis que acompanharam a celebração a distância. “Hoje ao ver a igreja vazia, me senti triste. Estou acostumado a ver aquilo tudo lotado”, comentou o devoto de Nossa Senhora, que desde 2004, em todo 12 de outubro, participa do dia dedicado à santa após viajar 400 quilômetros a pé até Aparecida.

Há três semanas isolado da família, Silvio tem se apegado ainda mais em sua fé. Esposa e filho estão em tratamento contra o câncer e vivem temporariamente na casa da filha. A tecnologia tem amenizado um pouco da saudade, todos os dias usam o telefone celular para ouvir e ver esposa e filhos. 'O que me conforta disso tudo é a igreja, se não tiver fé aí desmorona tudo", conta.

Em Aparecida, ao final da celebração especial da Páscoa, o arcebispo levou uma imagem de Nossa Senhora Aparecida para o lado externo da igreja onde pediu a bênção da Santa a todo o País. O ato se assemelha às celebrações feitas pelo Papa Francisco no Vaticano nesta Páscoa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.