DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Em três dias, interior de São Paulo tem mais 13 mortes por dengue

Números sobem à medida que os resultados dos exames de laboratório chegam às prefeituras; Estado vive epidemia da doença

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

06 Maio 2015 | 19h52

SOROCABA - As mortes por dengue estão virando rotina em cidades do interior de São Paulo. Somente nos três primeiros dias desta semana, 13 novos óbitos foram confirmados de pessoas que contraíram a doença. Os números vão subindo à medida que os resultados dos exames de laboratório chegam às prefeituras.

Em Sorocaba, os exames apontaram mais três mortes, elevando para 22 o número de óbitos com causa confirmada este ano. Outras 14 pessoas morreram com sintomas, mas ainda não saíram os resultados. Na cidade, 48,8 mil pessoas já ficaram doentes.

Com dois novos óbitos confirmados nesta quarta-feira, 6, subiu para 16 o número de mortes por dengue em Limeira, na região de Campinas. Uma idosa de 91 anos e uma mulher de 61, ambas falecidas no Hospital Unimed, são as novas vítimas da doença. Dois outros óbitos ainda são investigados. A cidade teve notificados 26.709 casos, dos quais 9.562 já confirmados. A prefeitura informou que os números da epidemia estão caindo.

Também foi confirmado um novo caso em São José dos Campos - a quarta morte na cidade do Vale do Paraíba. A vítima, um homem de 64 anos, morava no Jardim São José. Na terça-feira, 5, foram anunciados os resultados positivos em exames de três pessoas mortas pela doença em Jacareí, na mesma região. No mesmo dia, a prefeitura de Santos confirmou mais dois óbitos na cidade. Na segunda-feira, já havia sido confirmada a dengue como causa da morte de um idoso em Americana, região de Campinas.




Mais conteúdo sobre:
dengueSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.