TABA BENEDICTO / ESTADAO
TABA BENEDICTO / ESTADAO

Embaixada dos Estados Unidos recomenda saída imediata de americanos do Brasil

A mensagem consular alertou que a quantidade de voos internacionais entre os países vai diminuir a cada dia, assim como a malha aérea domiciliar brasileira

Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

25 de março de 2020 | 00h26

BRASÍLIA - A Embaixada dos Estados Unidos em Brasília recomendou nesta terça-feira, dia 24, aos norte-americanos que retornem imediatamente ao país. Segundo mensagem da representação diplomática, cidadão norte-americanos que vivem nos EUA "devem providenciar retorno imediato para os Estados Unidos, a menos que estejam preparados para permanecer no exterior por um período indeterminado".  

A embaixada listou uma série de voos ainda disponíveis de companhias norte-americanas e brasileiras entres os dois países, com saídas dos aeroportos de Viracopos (SP), Guarulhos (SP) e Galeão (RJ). A mensagem consular alertou que a quantidade de voos internacionais entre os países vai diminuir a cada dia, assim como a malha aérea domiciliar brasileira. 

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos já haviam recomendado que viagens não essenciais ao Brasil fossem evitadas por causa da "transmissão generalizada" do novo coronavírus

Viajantes que chegam vindos do Brasil são orientados a ficar em casa por 14 dias ao desembarcar nos EUA, monitorando a saúde e em distanciamento social. Em outro alerta de nível 4, o Departamento de Estado dos EUA havia desaconselhado na semana passada viagens ao exterior, por causa do impacto global da pandemia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.