Empresa brasileira quer licença para produzir insetos para consumo humano

A Nutrinsecta produz duas toneladas mensais de alimentos para animais a partir de grilos, baratas, moscas e formigas

Efe,

14 Julho 2012 | 20h39

SÃO PAULO - Uma empresa brasileira, dedicada a produção de alimentos para aves e peixes a partir de insetos, tenta conseguir licença das autoridades sanitárias para criar uma linha de produção para o consumo humano.

 

Além da autorização do Governo, o fundador da empresa Nutrinsecta, Luiz Otávio Pôssas, reconheceu que existem barreiras culturais a serem superadas, em entrevista ao site do jornal Folha de S. Paulo.

 

"Quando eu era jovem, todos achavam um absurdo o hábito japonês de comer peixe cru. Esse preconceito não existe mais", afirmou.

A Nutrinsecta produz duas toneladas mensais de alimentos para animais a partir de grilos, escaravelhos, baratas, moscas e formigas.

 

Em Betim, Minas Gerais, a empresa montou um quiosque de degustação de insetos misturados com chocolate, macarrão ou preparados à milanesa. Segundo a empresa, a maior demanda para o consumo humano nos próximos anos será a de farinha, que "minimiza" a impressão causada pelos animais.

 
Mais conteúdo sobre:
Insetoscomida humana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.