Arquivo/AE
Arquivo/AE

Empresa japonesa oferece ringtone terapêutico

Toques de celular supostamente aliviam sintomas de rinite alérgica; há sons que ajudam a perder peso

Roland Buerk, BBC

29 Março 2010 | 07h09

O Japão está na frente do resto do mundo em tecnologia para telefones celulares. No país, é comum ter canais de TV disponíveis no aparelho e em várias lojas pode-se pagar por mercadorias simplesmente passando o fone sobre um sensor.

Mas a última moda entre japoneses é ter o telefone tocando sons que possuam um efeito supostamente terapêutico.

Com a aproximação da primavera, muita gente que sofre de rinite alérgica se vê incomodada pela quantidade de pólen solta no ar e uma companhia está prometendo um som que alivia os sintomas.

A Japan Ringing Tone Laboratory diz que basta esperar uma chamada no celular e segurar o aparelho sob as narinas. Supostamente, isso fará com que o pólen se desprenda, trazendo alívio.

Popularidade

A Japan Ringing Tone Laboratory também oferece um ringtone que diz ajudar as pessoas que querem perder peso.

À frente da companhia está Matsumi Suzuki, um especialista em tecnologia da voz do tipo usada para verificar a autenticidade das gravações atribuídas ao dissidente saudita Osama Bin Laden.

Suzuki é o responsável por um artigo oferecido para pessoas que tinham cachorro e que prometia "interpretar" o significado de um latido.

Também está sendo oferecida aos consumidores japoneses uma linha astrológica de sons. Uma pessoa do signo de touro, por exemplo, receberia uma chamada com um mugido.

A empresa Index, que oferece conteúdo para celulares, admite que a tecnologia por trás dos sons supostamente terapêuticos não tem muita base científica, mas insiste que a grande procura por eles pode sugerir que tenham alguma eficácia. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
japao celular terapeutico rinite

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.