Reuters
Reuters

Encontrado crânio de macaco de 20 milhões de anos em Uganda

É a primeira vez que um crânio completo de um macaco desta idade foi encontrado, afirmam cientistas

ELIAS BIRYABAREMA, REUTERS

02 Agosto 2011 | 14h34

Cientistas franceses e ugandenses descobriram o fóssil de um crânio de um macaco de cerca de 20 milhões de anos na região de Karamoja, em Uganda, anunciou a equipe na terça-feira.

Os cientistas fizeram a descoberta no dia 18 de julho, enquanto investigavam os fósseis dos remanescentes de um vulcão extinto em Karamoja, uma região semi-árida no extremo nordeste de Uganda.

"Esta é a primeira vez que um crânio completo de um macaco desta idade foi encontrado. É um fóssil muito importante", disse o paleontólogo Martin Pickford, do College de France de Paris, numa entrevista coletiva.

Pickford disse que estudos preliminares do fóssil mostraram que o herbívoro que subia em árvores e tinha cerca de 10 anos ao morrer tinha a cabeça do tamanho da de um chimpanzé, mas o cérebro do tamanho de um babuíno, um macaco maior.

Bridgette Senut, professora do Museu Nacional de História Natural, disse que os restos seriam levados a Paris a fim de que fossem examinados e documentados antes de retornarem à Uganda.

Mais conteúdo sobre:
CIENCIA UGANDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.