Entre artistas, Dilma lança projeto contra câncer no AM

Disputando popularidade com a apresentadora Hebe Camargo, a presidente Dilma Rousseff lançou hoje em Manaus (AM) as bases do programa de Prevenção e Tratamento do Câncer de Colo de Útero e de Mama. O lançamento, no Teatro Amazonas, reuniu atletas, cantoras e políticos, mas os gritos da plateia eram para Dilma e Hebe.

LIEGE ALBUQUERQUE, Agência Estado

22 Março 2011 | 17h56

O programa, com recursos orçamentários para serem liberados até 2014, deve custar R$ 4,5 bilhões ao governo federal. Prevê desde projetos de prevenção de câncer até ampliação no tratamento quimio e radioterápico da doença.

O Amazonas é o segundo Estado no País em incidência de câncer do colo de útero, depois do Pará. De acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, as razões teriam de ser estudadas, mas um dos passos do programa lançado hoje tem como meta diminuir drasticamente o número.

Durante o lançamento, um tom bem-humorado fez parte das falas dos artistas, duas delas assumindo ter tido câncer, Daniela Mercury e Hebe Camargo. Hebe, que trocou o nome de Marcela Temer por Michelle Temer, arrancou risos da plateia ao comentar com a ex-jogadora de basquete Hortência sobre o exame de mamas. "Eu estou procurando alguém para me cutucar", disse, defendendo que as mulheres devem dar "uma banana para o câncer". "E se alguma de vocês procurar atendimento e não encontrar, mande uma carta para mim, reclame para mim, porque estou entrando nessa campanha de cabeça".

O governador do Amazonas, Omar Aziz (PMN), no fim de sua fala pediu um "selinho" da apresentadora. Quando Dilma começou seu discurso brincou: "Você achava que a Hebe não ia topar, não é Omar? Vocês perceberam como ele está vermelho?".

Mais conteúdo sobre:
Dilma câncer

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.