Epidemia de Ebola atinge mais de 20 mil pessoas na África

Previsão de agosto da OMS é atingida em apenas 4 meses

Jamil Chade, O Estado de S. Paulo

29 Dezembro 2014 | 16h25

GENEBRA - As previsões feitas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) se confirmam e o vírus do Ebola atinge mais de 20 mil pessoas. Em agosto, a entidade com sede em Genebra soou um alerta de que a epidemia que naquele momento não tinha feito sequer mil vítimas ganharia uma dimensão inédita e que o mundo teria de estar preparado para atender a 20 mil pessoas.

Hoje, em um comunicado, a OMS informou que, pela primeira vez, os números oficiais de pessoas contaminadas ultrapassou a marca dos 20 mil, quatro meses apenas depois do alerta. Desses, 7,8 mil pessoas não sobreviveram.

O total de casos soma os números de Serra Leoa, Libéria e Guiné e chega a 20.081.

Mais de um terço dos casos confirmados em laboratório estão em Serra Leoa, que se tornou o epicentro do pior surto da doença, com 9,4 mil contágios e 2,7 mil mortes.

Apesar da expansão, a entidade acredita que conseguiu desacelerar o crescimento da doença e que a previsão de 5 mil contaminados por semana foi evitada.

Ainda assim, a OMS admite que está longe de conseguir erradicar o vírus e acredita que o Ebola conviverá com os países africanos pelo menos até a segunda metade de 2015.

Até la, o impacto econômico será dos mais severos, apesar da injeção de mais de US$ 1 bilhão pela comunidade internacional para sair ao socorro das vítimas e dos governos.

Mais conteúdo sobre:
Ebola Saúde OMS epidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.