Reprodução
Reprodução

Equipes do Estadão recebem prêmios por reportagens sobre vacinas

Mariana Hallal e Bruno Ponceano foram reconhecidos na categoria "Conteúdo Exclusivo" do Prêmio Infovacina; Gustavo Queiroz e Levy Teles receberam menção honrosa

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2022 | 10h00

Quatro profissionais do Estadão foram reconhecidos em duas categorias do Prêmio InfoVacina, promovido pela Agência Bori. A repórter Mariana Hallal e o designer Bruno Ponceano venceram na categoria Conteúdo Exclusivo. Já os repórteres Gustavo Queiroz e Levy Teles receberam menção honrosa. O reconhecimento faz parte do programa de mentoria jornalística realizado pela Bori com apoio do Sabin Vaccine Institute e do Instituto Serrapilheira.

A reportagem "Deserto da Vacina", que ganhou como Conteúdo Exclusivo, foi publicada pelo Estadão em 1º de dezembro de 2021. O material multimídia mostra, com textos e mapas, a desigualdade na distribuição da vacina contra a covid-19 entre os países. Também explica os perigos de deixar grandes bolsões de não-vacinados em diversos países.

Gustavo Queiroz e Levy Teles receberam menção honrosa pela matéria "Vacina para crianças estimula ativismo de bolsonaristas contra o imunizante", publicada em 24 de dezembro de 2021. O texto mostra que após a aprovação da vacinação contra a covid-19 em crianças, deputados federais bolsonaristas e grupos antivacina intensificaram uma postura de combate à imunização. A investida partiu de aplicativos de troca de mensagens e se traduziu em episódios de violência e manifestações em ao menos 11 capitais. A reportagem teve colaboração de Gabriel Faleiro, Gabriela Brumatti, Jorge Carrasco, Laila Nery, Rafael Nascimento e Victor Farias, alunos do 11º Curso Estadão de Jornalismo Econômico.

O prêmio foi concedido em sessão virtual realizada na quarta-feira, 16, com presença dos 26 jornalistas participantes do programa e de Denise Garrett, vice-presidente do Sabin Vaccine Institute, e de Natália Pasternak, presidente do Instituto Questão de Ciência (IQC) e colaboradora do programa. Também foram premiados os repórteres Fred Santana, do site Vocativo, Ana Bottallo, da Folha de S. Paulo, e Marcel Hartmann, da Zero Hora. A vencedora do Grande Prêmio InfoVacina foi Yael Berman, da AFP Checamos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.