Espanhola engravida após reimplante de tecido ovariano

Ela é a primeira mulher do mundo a engravidar de gêmeos após superar o câncer e passar por reimplante

Efe,

24 Março 2009 | 15h08

Uma espanhola de 39 anos que superou um câncer de mama é a primeira mulher no mundo a engravidar de gêmeos após passar por um reimplante de tecido ovariano, anunciaram nesta terça-feira, 24, fontes oficiais.

 

A gravidez, que já está em sua 15ª semana, foi possível graças à combinação da reimplantação do tecido ovariano - que foi extraído da paciente antes do início do tratamento contra o câncer para preservar sua fertilidade - com a fertilização in vitro.

 

Segundo o responsável de Saúde da região de Valência, Manuel Cervera, "esta gravidez abre reais possibilidades de pacientes com câncer serem mães".

 

Cervera destacou que 42% das mulheres que passam por tratamentos como quimioterapia ou radioterapia apresentam falência precoce do tecido ovariano.

 

A paciente - grávida de dois meninos e que dará à luz em agosto deste ano - teve o câncer de mama diagnosticado há dois anos e, antes de ser submetida ao tratamento de quimioterapia, teve seu tecido ovariano extraído e congelado.

 

Depois de ter superado a doença, o tecido foi reimplantado em janeiro de 2008, possibilitando a recuperação de suas funções hormonais e ovarianas, motivo pelo qual decidiu iniciar um tratamento de fertilização in vitro.

Mais conteúdo sobre:
câncer saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.