AP
AP

Especialistas independentes vão revisar o status de pandemia da gripe suína

Organização Mundial de Saúde é criticada por um possível exagero no alerta para a doença

Reuters

29 Março 2010 | 12h42

Um grupo de cientistas independentes vai avaliar as medidas e critérios que estão sendo adotados para a manutenção do status de pandemia para a gripe suína, informou nesta segunda-feira um membro do alto escalão da Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

Veja também:

linkPaís registra 36 mortes por gripe suína neste ano 

som Especialista comenta sobre a segurança da vacina

especialESPECIAL: Entenda a gripe suína 

 

O surto de gripe suína, que teve início em abril do ano passado, tem sido marcado por uma polêmica sobre um possível exagero da OMS e de autoridades públicas ao declararem a pandemia da doença no mês de junho.

O sistema de alerta para pandemias da OMS também tem sido alvo de muitas críticas por priorizar o critério de distribuição geográfica, além do conflito de interesses entre os oficiais de saúde e as empresas que produzem a vacina contra a gripe suína.

 

A revisão vai avaliar o quanto a OMS e seus 193 países membros estava preparados para reagir ao surto da gripe suína, se houve exagero nas avaliações e o acesso de países pobres à vacina, disse Keiji Fukuda, diretor da OMS para a gripe suína. "O principal objetivo desta revisão é identificar o que podemos fazer para melhorar nossa atuação em um episódio como este", afirmou Fukuda.

 

A OMS afirma que o índice de mortes pela doença ainda é bastante elevado e que é cedo para declarar o fim da pandemia. Cerca de 17 mil pessoas morreram pela doença desde abril do ano passado.

 

Mais conteúdo sobre:
gripe suina gripe a pandemia OMS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.