Victor Moriyama/The New York Times
Victor Moriyama/The New York Times

‘Estadão’ discute relação entre coronavírus e discriminação racial em live

Transmissão ao vivo ocorre no Facebook do jornal às 16h; perguntas podem ser enviadas por meio do grupo #EstadãoInforma: Coronavírus no Facebook

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2020 | 11h21

O risco de morte por covid-19 de um negro em São Paulo é 62% maior do que de um branco. Na mesma cidade, a população negra é 2,5 vezes mais infectada que a branca, de acordo com estudo da Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Especialistas apontam que questões socioeconômicas, como saneamento básico precário, insegurança alimentar e dificuldade de acesso à assistência médica, aumentam o risco de adoecer e morrer.

Nesta segunda-feira, 13, o Estadão discute em transmissão ao vivo como o novo coronavírus escancarou a discriminação racial no Brasil. A live ocorre no Facebook do jornal, às 16h. As entrevistadas são Edna Araújo, doutora em Saúde Pública e uma das coordenadoras do Grupo de Trabalho Racismo e Saúde da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), e Isadora Brandão, defensora pública e coordenadora do Núcleo de Diversidade e Igualdade Racial da DP de São Paulo.

É possível participar da discussão pelos comentários da transmissão e também previamente, enviando suas perguntas por meio do grupo #EstadãoInforma: Coronavírus, espaço no Facebook para troca de informações sobre a pandemia, aberto a todos os leitores do Estadão

Duas vezes na semana, o Estadão realiza uma transmissão ao vivo sobre assuntos relevantes relacionados ao novo coronavírus. Durante a pandemia, o jornal disponibilizou seus principais conteúdos gratuitamente aos leitores que não são assinantes.

Os leitores podem acompanhar também o Boletim Coronavírus, newsletter aberta a todos com as principais notícias do dia sobre o tema, a cobertura em tempo real e os podcasts.

Tudo o que sabemos sobre:
racismoFacebookcoronavírusepidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.