Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

‘Estadão’ transmite evento sobre desafios do sistema de saúde

Painel extra da Brazil Conference at Harvard & MIT terá a participação do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta

Paula Felix, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2020 | 05h00

Os desafios do sistema de saúde do País serão tema do painel extra da Brazil Conference at Harvard & MIT desta quarta-feira. A sexta edição do evento, organizado por estudantes brasileiros com sede em Boston, nos Estados Unidos, terá a participação do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e tem transmissão gratuita nas plataformas do Estadão.

A professora de Harvard Marcia Castro e Henrique Neves, diretor-geral da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, também integram o painel, que terá início às 18 horas e poderá ser visto no portal do Estadão, nas redes sociais Twitter (@estadao) e Facebook e no canal do Estadão no YouTube

Copresidente da Brazil Conference 2020, o MBA MIT José Renato Carvalho diz que a discussão na área de saúde já estava prevista, mas teve de ser reagendada, tendo em vista que, diante da pandemia do novo coronavírus, os profissionais da área tiveram de atuar no combate à doença “É uma sessão extra de saúde, porque entendemos que, tendo oportunidade, a gente deve discutir e contribuir para um debate muito maior. Em geral, a nossa ideia é não se prender muito ao presente, mas trazer um olhar para os desafios que estão por vir.”

Cientista político e pesquisador de Harvard, Hussein Kalout destaca que o debate é fundamental diante do avanço do vírus no Brasil. “A expectativa é de que haja um debate focado na saúde das pessoas, nas melhores práticas de políticas públicas e médicas para cuidar dos brasileiros, e que surjam dali propostas que guiem o governo no bom caminho para amortizar e reduzir o impacto dessa pandemia sobre todos os brasileiros.” 

Esta é a primeira vez que o evento ocorre por videoconferência. O painel foi idealizado por estudantes brasileiros de graduação e pós-graduação em Boston para comemorar os 30 anos da redemocratização do País. Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Dilma Rousseff, e ex-ministros como Ciro Gomes, Marina Silva, Armínio Fraga e Gilberto Gil já participaram do evento, que costuma reunir consultores, analistas e pesquisadores entre os debatedores.

Aspectos positivos. Apesar da pandemia, a Brazil Conference 2020 tem como objetivo apresentar o tema da saúde de forma ampla.

“Vamos ter uma discussão mais técnica, como deveria ser a relação entre setor público e privado, quais deveriam ser as orientações. A ideia não é se aprofundar em um tema específico, mas dar pinceladas em pilares, trazer o assunto para a população, não é só um problema do governo, mas de toda a cadeia”, explica Juliana Yamada, uma das mediadoras, que é recém-formada no mestrado em Administração de empresas (MBA) e Business analytics no MIT Sloan School of Management.

Fernando Pereira Bruno, médico e professor da Escola de Medicina da Touro College em NY, recém-formado no mestrado em saúde pública e epidemiologia da Universidade de Harvard, também vai mediar o evento e diz que uma das propostas da iniciativa é abordar os aspectos positivos da saúde do País. “Não é um painel que tem como intenção discutir os lados negativos.

A saúde do Brasil tem muitos pontos positivos. O SUS é muito melhor na teoria do que na prática, mas ainda é o que proporciona atendimento médico para 75% da população. A imunização e a prevenção são muito fortes. O foco é saúde, o que existe e como poderemos melhorar ainda mais”, afirma o médico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.