Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

‘Estado’ conversa com cardiologista sobre efeitos do coronavírus em hipertensos e diabéticos

Responsável por Pronto-Socorro de Cardiologia do Hospital São Paulo participa de transmissão ao vivo do jornal sobre grupos de risco; evento ocorre nas redes sociais, às 16 horas

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2020 | 12h35

O Estado inicia sua segunda semana de transmissões ao vivo sobre o novo coronavírus nesta segunda-feira, 23, com cardiologista Iran Gonçalves Jr., responsável pela Unidade Coronária e pelo Pronto-Socorro de Cardiologia do Hospital São Paulo. Ele também é professor da Escola Paulista de Medicina. O médico vai tirar dúvidas sobre os efeitos do vírus em pacientes com diabetes e doenças cardiovasculares, como a hipertensão. A transmissão, marcada para as 16 horas, será realizada em nossas redes sociais e no Youtube.

As perguntas podem ser enviadas por meio do grupo #EstadãoInforma: Coronavirus (clique aqui para entrar), espaço no Facebook para discussão e troca de informações sobre a pandemia, aberto a todos os leitores do Estadão.

Pacientes com doenças cardíacas e diabéticos são considerados grupos de risco pela Organização Mundial da Saúde (OMS), assim como idosos e pessoas com problemas pulmonares. Alguns dos medicamentos utilizados no controle dessas doenças também podem potencializar a ação do vírus.

As transmissões ao vivo são parte da cobertura especial do Estadão sobre a pandemia. Na primeira semana da iniciativa, o jornal teve como tema crianças, a transmissão do vírus, home office, pacientes oncológicos e direitos do consumidor.

O jornal disponibilizou seus principais conteúdos sobre a epidemia gratuitamente aos leitores que não são assinantes. Foi criado também o Boletim Coronavírus, newsletter aberta a todos com as principais notícias do dia sobre o tema.

Assista à entrevista:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.