Estado de SP inicia força-tarefa contra a hepatite B

Uma força-tarefa pretende vacinar cerca de 5,1 milhões de crianças e adolescentes contra hepatite B em São Paulo, informou hoje a Secretaria Estadual da Saúde (SES). Segundo a assessoria de imprensa da secretaria, esse é o número de paulistas com até 19 anos de idade que ainda não foram imunizados contra a doença. A SES pretende realizar a vacinação até março, período de retorno das crianças e adolescentes das férias escolares. A vacina contra hepatite B faz parte do calendário de vacinação nacional, para pessoas com até 19 anos, e pode ser encontrada em qualquer posto de saúde. Cerca de 9,4 milhões de paulistas nesta faixa etária já estão imunizados, mas ainda restam 5,1 milhões (35% do total). Pesquisa da SES indica que a faixa etária de paulistas menos vacinados é a de 11 a 14 anos - 62% ainda não tomaram a vacina. Em seguida vêm os adolescentes entre 15 e 19 anos, com 57% sem imunização. "A vacina contra a hepatite B é a melhor forma de prevenção. É muito importante que as pessoas tenham consciência disso e aproveitem as férias para ir ao posto de saúde", afirma Helena Sato, coordenadora de imunização da SES. A Secretaria entrou em contato com as administrações municipais para que a vacinação seja reforçada nestas férias. Para ficar completamente imunizado é preciso tomar três doses. A segunda dose acontece um mês depois da inicial e a terceira após seis meses.

Agencia Estado,

02 de janeiro de 2007 | 13h37

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.