EFE/Rogerio Santana
EFE/Rogerio Santana

Estado do Rio anuncia que fechará hospitais de campanha até dia 12

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, atualmente nenhum paciente está internado neste tipo de unidade

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2020 | 18h22

RIO - O Estado do Rio pretende encerrar as atividades de seus cinco hospitais de campanha para tratamento de pacientes com covid-19 até 12 de agosto. Três unidades serão fechadas já no próximo dia 5. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 29, pelo secretário estadual da Saúde, Alex Bousquet.

Segundo Bousquet, o fechamento atende a "critérios técnicos". "Desde o princípio era previsto que os hospitais de campanha encerrassem as atividades quando houvesse a redução da curva de casos e óbitos, e quando a oferta de leitos da rede de saúde existente fosse suficiente. Este momento chegou. O passo foi avaliado em conjunto com técnicos do governo", explicou.

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES), atualmente nenhum paciente está internado nos hospitais de campanha, "mas as unidades seguem abertas e em condições de operação em caso de demanda".

Os hospitais de Nova Friburgo, Nova Iguaçu e Duque de Caxias serão fechados em 5 de agosto. No dia 12, está previsto o fim das atividades das unidades do Maracanã e de São Gonçalo. Essas duas, porém, depende de acordo - uma determinação judicial impede o fechamento desses hospitais, o que já foi tentado este mês.

Ainda segundo a SES, os equipamentos que integram os hospitais de campanha serão distribuídos para unidades da rede pública e a hospitais municipais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.