Divulgação
Divulgação

Estado do Rio investiga 1º caso suspeito de morte por febre amarela

Morador da região rural da Baixada Litorânea teve taquicardia, febre, dores no corpo e de cabeça e morreu no sábado, após duas paradas cardíacas

Clarissa Thomé, O Estado de S. Paulo

13 Março 2017 | 18h31

RIO - A Secretaria de Estado de Saúde investiga o primeiro caso suspeito de morte por febre amarela no Rio, neste ano. Watila Santos, de 38 anos, morador da localidade rural de Córrego da Luz, em Casimiro de Abreu, na Baixada Litorânea, foi internado na manhã de sexta-feira, 10, no Hospital Municipal Angela Maria Simões Menezes. 

Ele tinha taquicardia, febre, dores no corpo e de cabeça. Morreu na madrugada de sábado, após sofrer duas paradas cardíacas. Amostras de sangue foram encaminhados para o Laboratório Central Noel Nutels, a fim de investigar se a morte ocorreu por febre amarela ou leptospirose. 

O Estado do Rio anunciou que vai vacinar toda a população contra febre amarela, apesar de ainda não haver casos confirmados da doença. A medida foi tomada por causa dos casos nos Estados vizinhos (São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais). 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.