Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Estado e Prefeitura de SP suspendem passe livre estudantil e avaliam proibir horário de pico a idoso

Toda a frota será oferecida na sua capacidade máxima para evitar lotações

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

20 de março de 2020 | 21h10

SÃO PAULO – Prefeitura de São Paulo e governo do Estado divulgaram na tarde desta sexta-feira, 20, uma resolução conjunta em que suspendem as gratuidades de transporte para estudantes enquanto durar a suspensão das aulas por causa do coronavírus. O texto traz uma recomendação, não obrigatória, para que idosos não usem transporte público nos horários de pico. Essa recomendação, entretanto, poderá virar imposição, dependendo de avaliação futura.

Toda a frota do transporte público da cidade (ônibus) e do Estado (trem e metrô) passará a ser oferecida na sua capacidade máxima, a fim de evitar lotações e deixar os passageiros próximos uns dos outros, segundo o documento. Haverá avisos no transporte para as pessoas evitarem ao máximo o contato físico.

A resolução é assinada pelos secretários de Mobilidade e Transportes, da Prefeitura, Edson Caran, e de Transportes Metropolitanos, do governo do Estado, Alexandre Baldy. O texto diz que, agora, elevadores nas estações de trem, do Metrô e nos terminais de ônibus serão exclusivos para deficientes, não mais apenas “de uso preferencial”. Lojas nesses locais terão de oferecer álcool em gel para os clientes.

A medida vai na contramão de medidas adotadas por outras prefeituras da Grande São Paulo, como as das cidades do ABC e de Guarulhos, em que prefeitos cederam às pressões dos empresários de ônibus e, em vez de garantir a frota, retiraram os ônibus de circulação, uma vez que, com menos passageiros, a operação deixaria de ser lucrativa.

A resolução desta sexta-feira ainda determina que os terminais e estações estarão disponíveis para os órgãos de saúde, que terão de tocar uma campanha de vacinação para os idosos contra a Influenza em meio à pandemia de coronavírus. Os órgãos criaram um comitê para cuidar da higiene dessas estruturas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.