Abdel Ghaffar Wadgy/Divulgação
Abdel Ghaffar Wadgy/Divulgação

Estátua de Amenhotep III com 13 metros de altura é desenterrada no Egito

Imagem é formada por sete enormes blocos de quartzito e sua cabeça ainda não foi encontrada

AP,

27 Abril 2011 | 09h32

CAIRO - Arqueólogos desenterraram uma das maiores estátuas encontradas até agora do faraó egípcio Amenhotep III, avô de Tutancâmon, em seu templo mortuário ao sul da cidade de Luxor, anunciou a autoridade de antiguidades do país na terça-feira, 26.

 

Veja também:

link Programa da BBC 'toca' trompete de faraó egípcio Tutancâmon

link Arqueólogos encontram peças que faltavam em estátua do faraó Amenhotep III

 

A estátua de 13 metros de altura tinha um par idêntico e ficava na entrada norte do templo funerário do faraó. Ela é formada por sete enormes blocos de quartzito e sua cabeça ainda não foi encontrada. Segundo os arqueólogos, a estátua foi encontrada pela primeira vez em 1928 e escondida. Eles esperam encontrar a outra estátua idêntica nas próximas escavações.

 

Ahmenotep III foi o nono faraó da 18ª dinastia, no período conhecido como Novo Reino. Ele governou por cerca de 40 anos durante o século 14 a.C. Ahmenotep III foi o pai de Akhenaton, o faraó que tentou fazer com que os egípcios antigos venerassem um Deus único, o Deus do Sol Rá, fazendo dele o primeiro proponente conhecido do monoteísmo. Luxor é um dos destinos turísticos mais procurados do Egito, famoso pelo Vale dos Reis e outros ruínas dos tempos dos faraós.

Mais conteúdo sobre:
Egitoarqueologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.