Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Estátuas no Rio recebem máscara em campanha sobre obrigatoriedade do uso

A ação faz parte de uma campanha da prefeitura para lembrar que o uso da proteção, importante no combate à transmissão da covid-19, passou a ser obrigatório

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2020 | 14h34

RIO - Mais de 40 estátuas no Rio amanheceram nesta quinta-feira, 23, usando máscaras de proteção. A ação faz parte de uma campanha da prefeitura para lembrar que o uso da proteção, importante no combate à transmissão da covid-19, passou a ser obrigatório na cidade, de acordo com decreto municipal que passou a valer nesta quinta.

Entre as estátuas que estão com a máscara estão a escultura de Bellini, em frente ao Maracanã, e de Dorival Caymmi e Carlos Drummond de Andrade, em Copacabana. As máscaras colocadas nos monumentos são feitas de TNT - material semelhante a tecido, obtido através de liga de fibras - e vão permanecer por dez dias nas esculturas.

A prefeitura do Rio informou que pretende disponibilizar um milhão de máscaras feitas de material biodegradável. Ela é feita de material reciclado e deve ser descartada após o uso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.