Estoque de insulina em Santo André deve voltar ao normal

Após o jornal O Estado de S. Paulo publicar na edição de anteontem a denúncia da falta de insulina e materiais como as fitas reagentes para o controle da diabete tipo 1 na Direção Regional de Saúde (DIR II), em Santo André, a situação começa a se normalizar. Dos seis tipos de insulina fornecidas para cerca de 700 pacientes que ganharam na Justiça o direito de receber o tratamento sem custos, apenas um continua em falta. A reportagem acompanhou o comerciante de São Caetano do Sul Eliel Delcol na tentativa de obter, além da insulina, um medicamento para hipertensão e material para o controle da taxa de açúcar no sangue. Após pouco tempo de espera, Delcol conseguiu os medicamentos, o que não acontecia desde 28 de agosto. De acordo com Flávio Sanches, diretor da DIR II, a falta de insulina foi causada pelo aumento do número de processos judiciais (cerca de 70 novos todos os meses) e pela troca no sistema de compra dos medicamentos. "Não contávamos com esse aumento brutal de pacientes", diz. A DIR II promete normalizar todo o estoque hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.