Estudo relaciona morte prematura a ausência no trabalho

Chance de morrer de câncer 'é maior' para quem falta muitos dias por depressão.

Da BBC Brasil, BBC

03 de outubro de 2008 | 17h48

Pessoas que se ausentam muito do trabalho durante longos períodos por motivos psiquiátricos - como depressão - têm duas vezes mais chances de morrer de câncer do que os demais trabalhadores, de acordo com um novo estudo britânico.Os estudiosos dizem acreditar que um dos principais motivos é o fato de pessoas com depressão terem a tendência de não consultar médicos.Em um grupo de 6,5 mil servidores públicos, os pesquisadores observaram uma chance 66% maior de morte prematura para os 30% que mais se ausentaram do trabalho por motivos de saúde.Os cientistas estudaram informações de funcionários públicos baseados em Londres em 20 diferentes departamentos entre 1985 e 1988. Os dados foram comparados com a mortalidade até 2004. No grupo pesquisado, 288 pessoas morreram durante o período.O estudo foi publicado no British Medical Journal. A revista científica afirma que a pesquisa pode ajudar médicos a identificar funcionários que têm riscos maiores de contrair doenças graves.Coração e derramesO maior risco de mortalidade foi observado entre as pessoas que se ausentaram por problemas cardíacos e de derrames - o que aumentou em quatro vezes o risco de morte prematura.Ausências devido a condições respiratórias e infecção também estiveram associadas com um risco maior de morte prematura."Seria razoável esperar que aqueles que ficam mais tempo e mais frequentemente fora do trabalho por doença sofrem de problemas de saúde mais graves, com riscos maiores de morte prematura", afirma Stuart Whitaker, da universidade britânica de Cumbria."Esse estudo demonstra isso e vai mais longe ao mostrar os riscos de diferentes tipos de problemas de saúde", acrescenta o pesquisador.De acordo com a pesquisadora Jenny Head, essa foi a primeira vez que um trabalho científico estudou o impacto das ausências no trabalho por depressão no risco de mortalidade prematura.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.