Estudo revela que pouca serotonina gera mau humor

É tudo por causa da serotonina. Essa substância química responsável pela transmissão dos impulsos nervosos entre os neurônios é a culpada, por omissão, por aquele mau humor insuportável que acomete quem fica sem dormir, quem está com fome e mesmo quem está em um ambiente muito barulhento. A explicação para isso está no próprio funcionamento do corpo, que responde a privações desencadeando um estado de alerta que cansa e desgasta. "Cansaço, falta de sono, fome e situações de stress fazem com que o corpo libere neurotransmissores e outras substâncias que afetam o humor. Dependendo de quanto a pessoa liberar e em quais situações, ela ficará mais eufórica, irritada, triste ou mau humorada", explica o neurologista Rubens José Gagliardi, presidente do departamento de neurologia da Associação Paulista de Medicina e professor da Santa Casa. "Algumas pessoas até conseguem controlar melhor essas variações, outras são bem mais suscetíveis", complementa. Até mesmo o mau humor dos chefes pode ter ligação com essa química cerebral. Um estudo feito pelo centro de pesquisas britânico Demos em parceria com a companhia sueca Ikea mostrou que os chefes com pior humor eram os que dormiam menos. Das pessoas que ocupam altos cargos em empresas, 25% afirmaram aos pesquisadores que dormiam pouco e chegavam ao trabalho mais propensos a gritar e se irritar. Como num círculo vicioso, eles afirmaram ser justamente o trabalho a fonte de preocupação que não os deixava descansar à noite. "Você chega em casa preocupado, tem família para dar atenção, amigos que ligam, outras coisas pra fazer. Quando vê, dormiu superpouco e aí bate aquele mau humor. Meus colegas de trabalho já perceberam e nem ligam mais. Minha mulher também já se acostumou, ela me ignora quando fico assim. Se estou com sono, fico outra pessoa", diz o advogado Rodrigo Vanires, de 32 anos. "Quando uma pessoa se priva do sono, tem insônia ou acorda várias vezes à noite, seu corpo fica dando descargas de adrenalina, que mexe com todo o resto. Aumenta a freqüência cardíaca e a respiração. O organismo fica alerta quando deveria descansar. Esse desgaste afeta o humor, causa irritação", diz o neurologista Rubens Reimão, do departamento de Medicina do Sono do Hospital das Clínicas (HC). Os alimentos, ou a falta deles, também influenciam as oscilações de humor - por isso um belo prato ou um chocolate fazem com que a pessoa se sinta melhor. Os responsáveis por isso são os carboidratos, que dão energia para o organismo. Cientistas americanos relacionaram a famosa dieta baseada em proteínas com o mau humor. "A serotonina em nível adequado influencia nosso apetite e proporciona uma sensação de bem-estar; ela é essencial na regulação do humor", diz a autora do estudo, a pesquisadora Judith Wurtman, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (IMT). "Os carboidratos aumentam naturalmente os níveis de serotonina no cérebro, funcionando como um tranqüilizante. Quem se priva de carboidratos por uma dieta ou porque está há horas sem comer, reduz seus níveis", diz. Como se não bastasse, para piorar o humor de alguns, a relação entre carboidratos e química cerebral é sentida com mais intensidade nas mulheres, que produzem menos serotonina do que os homens. Com New York Times

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.