EUA anunciam possível terceira morte por gripe suína

Noruega informa os dois primeiros casos confirmados no país; até agora, doença atingiu mais de 3 mil pessoas

AP,

09 Maio 2009 | 23h31

Autoridades sanitárias do Estado de Washington informam que um homem de cerca de 30 anos morreu do que parecem ser complicações da gripe A(H1N1), a gripe suína.

 

Veja também:

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

O Departamento (Secretaria) Estadual de Saúde informa que o homem, do Condado de Snomish, já sofria de problemas cardíacos prévios e morreu na semana passada, aparentemente de complicações da gripe. A identidade do homem não foi divulgada.

 

Até agora, houve mais de 4.150 casos de gripe suína em 29 países. Houve 48 mortes confirmadas no México, duas nos EUA, uma na Costa Rica e no Canadá.

 

Também neste sábado, uma funcionária do setor de saúde afirmou que a Noruega confirmou seus primeiros dois casos da doença. A porta-voz do diretório nacional de saúde Anne Kirkhusmo disse que um homem e uma mulher, ambos com 20 anos, foram infectados. Os dois estudavam no México, um dos principais focos do problema. Segundo a porta-voz, os dois passam bem e estão hospitalizados.

 

Outros dois países escandinavos, a Suécia e a Dinamarca, já confirmaram anteriormente cada um deles um caso da doença. A influenza A (H1N1) era conhecida como gripe suína até ser renomeada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

Mais conteúdo sobre:
gripe suína influenza A(H1N1)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.