Reprodução
Reprodução

EUA aprovam primeira pílula para prevenir aids

Em maio, um painel do FDA recomendou a aprovação do remédio para a prevenção em pessoas não contaminadas; no Brasil remédio já foi registrado pela Anvisa

AFP,

16 Julho 2012 | 15h40

O FDA (agência americana que regula medicamentos e remédios) anunciou a aprovação do Truvada, do laboratório Gilead Sciences, como a primeira pílula para ajudar na prevenção do HIV em alguns grupos de risco.

"Truvada deve ser usado em profilaxia anterior à exposição  combinada a práticas de sexo seguro para prevenir infecções do HIV em adultos de alto risco. É o primeiro fármaco aprovado para essa indicação", disse a FDA.

Truvada está no mercado americano desde 2004 com tratamento para pessoas infectadas, em combinação com outros remédios.

Em maio, um painel do FDA recomendou a aprovação do remédio para a prevenção de pessoas não contaminadas, após pesquisas comprovarem que o remédio reduz o risco em homossexuais entre 44% e 73%.

A pílula é considerada como uma nova e potente ferramenta contra o vírus HIV, mas alguns especialistas temem o incentivo a comportamentos de risco.

 

Brasil

No País, o remédio foi registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em maio. Isso não significa, porém, que a droga passará automaticamente a ser usada para tratamento de pacientes com HIV ou indicada antes de relações sexuais desprotegidas com parceiros soropositivos ou com situação sorológica desconhecida.

 

 

 

Mais conteúdo sobre:
aids Truvada remédio HIV FDA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.