EUA aprovam primeira pílula para prevenir aids

Remédio foi aprovado para a prevenção em pessoas não contaminadas; no Brasil remédio já foi registrado pela Anvisa

estadao.com.br,

16 de julho de 2012 | 16h28

 Primeira pílula que ajuda na prevenção do vírus HIV, o Truvada, foi aprovado nesta segunda-feira, 16, anunciou o FDA (agência que regula medicamentos).

 

De acordo com a agência AFP, o medicamento está no mercado americano desde 2004 e é usado para o tratamento de pessoas infectadas, em combinação com outros remédios.

 

"Truvada deve ser usado de forma preventiva combinado a práticas de sexo seguro, inibindo, assim, infecções do HIV em adultos de alto risco. Este é o primeiro remédio aprovado para essa indicação", disse a FDA.

 

Em maio, ainda segundo a AFP, um painel da FDA recomendou a aprovação do remédio para a prevenção de pessoas não contaminadas, após pesquisas comprovarem que o remédio reduz o risco em homossexuais de 44% a 73%. 

 

A pílula é considerada como uma nova e potente ferramenta contra o HIV, mas alguns especialistas temem incentivarem comportamentos de risco.

 

Brasil

No Brasil, o remédio foi registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em maio. Isso não significa, porém, que a droga passará automaticamente a ser usada no País para tratamento de pacientes com o vírus ou indicada antes de relações sexuais desprotegidas com parceiros soropositivos ou com situação sorológica desconhecida.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.