EUA trocam dívida da Costa Rica por conservação

País cancelará US$ 25 mi para que governo centro-americano invista em projetos ambientais.

Will Grant, BBC

18 de outubro de 2007 | 03h15

Os Estados Unidos concordaram em cancelar mais de US$ 25 milhões da dívida da Costa Rica em troca de um investimento semelhante, por parte do país, na preservação de suas florestas.Vastas áreas de florestas tropicais da Costa Rica deverão ser beneficiadas pela iniciativa nos próximos 16 anos, inclusive em Talamanca, onde fica a maior área de mata virgem do país.O ministro do Meio Ambiente da Costa Rica, Roberto Dobles, disse que o esquema atende a interesses que vão além de seu país."Nós protegemos de 4 a 5% da biodiversidade do mundo, e nosso território é muito, muito menor do que 4 ou 5% da superfície global. Nós achamos que também estamos protegendo a biodiversidade da humanidade, então apoio como este é sempre bem-vindo."Esta foi a maior transação do tipo feita sob a Lei de Conservação de Florestas Tropicais dos Estados Unidos, e o governo da Costa Rica espera que vá ajudá-lo a preservar também animais ameaçados de extinção, como o macaco-de-cheiro. Já foram feitos acordos semelhantes com Guatemala, Belize e Peru. O governo da Costa Rica espera, contudo, que este mais recente esforço de preservação ambiental se torne um exemplo para o resto da região.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.