Jae C. Hong/AP
Jae C. Hong/AP

EUA vão tirar cidadãos de cruzeiro em quarentena no Japão por causa do coronavírus

Os 380 norte-americanos que estão na embarcação serão levados de volta para casa no domingo em um voo fretado; 285 passageiros do Diamond Princess já tiveram teste positivo para a doença

O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2020 | 11h12

TÓQUIO - Os Estados Unidos anunciaram que os norte-americanos a bordo de um navio de cruzeiro em quarentena serão levados de volta para casa em um voo fretado neste domingo. Cerca de 380 norte-americanos estão a bordo do navio Diamond Princess, que está ancorado em Yokohama, cidade portuária a sudoeste de Tóquio. Até agora, 285 pessoas do navio tiveram teste positivo para o coronavírus, após 67 novos casos terem sido detectados neste sábado, 15.

A aeronave chegará ao Japão no domingo e as pessoas serão transportadas para a base da Força Aérea de Travis, na Califórnia, com alguns passageiros seguindo para a base da Força Aérea de Lackland, no Texas, informou a embaixada dos EUA no Japão, em uma carta aos passageiros e à tripulação que foi postada online.

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Depois de chegar aos EUA, todos precisarão passar por mais duas semanas de quarentena, segundo a carta. Os passageiros farão um check-up antes de serem autorizados a embarcar no voo fretado, e aqueles que apresentarem sintomas de doença não poderão embarcar no avião, disse a embaixada.

O Ministério da Saúde do Japão autorizou o desembarque de 11 passageiros na sexta-feira, dizendo que maiores de 80 anos ou com condições médicas subjacentes, bem como aqueles que estavam em cabines sem janelas durante a quarentena de 14 dias, podem ficar em uma instalação designada em terra. A quarentena no navio deve terminar na quarta-feira, o que significa que as pessoas poderão sair do barco se estiverem saudáveis.

Separadamente, o governo japonês disse neste sábado que um voo fretado para buscar japoneses de Wuhan - a cidade chinesa no centro do surto do vírus - sai no domingo e volta na segunda-feira. Esse seria o quinto avião com essa finalidade destinado pelo Japão. / ASSOCIATED PRESS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.