Ex-militares nos EUA querem reabrir investigação de OVNIs

Projeto da Força Aérea está parado desde os anos 60 e já investigou 12,5 mil OVNIs.

Will Grant, BBC

13 de novembro de 2007 | 09h50

Um grupo formado por ex-pilotos e ex-autoridades do governo americano pediu à Força Aérea dos Estados Unidos que reabra uma investigação para apurar a aparição de Objetos Voadores Não Identificados (OVNI).O Projeto Livro Azul, como a investigação era conhecida, está sob a tutela da Força Aérea americana e foi interrompida no fim da década de 60. Todos os membros do grupo, que também inclui militares aposentados de sete países, dizem ter visto OVNIs ou realizado pesquisas sobre o fenômeno.O projeto conta com a presença de políticos importantes, como o ex-governador do Arizona e ex-piloto Fife Symington, que foi a Washington esta semana formalizar o pedido do grupo na Força Aérea. Os ex-militares, pilotos e autoridades argumentam que o surgimento de supostas esferas no céu, luzes brilhantes e naves espaciais em alta velocidade deveria ser levado em conta como questão de segurança nacional e não pode ser ignorado. Depois dos ataques de 11 de setembro, o grupo defendeu, em comunicado, que não sejam ignorados retornos de radar incomuns - diferentes dos retornos conhecidos associados helicópteros e outras aeronaves.Todos os anos, milhares de pessoas nos Estados Unidos garantem ter visto objetos voadores estranhos no céu, o que normalmente é recebido com ceticismo pelas autoridades.Durante o período em que esteve operante, o Projeto Livro Azul investigou a aparição de mais de 12.500 OVNIs.A Força Aérea, no entanto, sustenta que nada aconteceu desde o fim da década de 60 que justifique a reabertura dos arquivos. Por outro lado, o grupo pode vir a contar com o apoio de políticos influentes. No mês passado, o pré-candidato democrata à presidência americana Dannis Kucinich disse, durante um debate na televisão, ter visto um OVNI.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
ovnieuainvestigaçãoforça aérea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.