Exame preliminar não confirma morte por gripe suína no Sul

Exames oficiais saem só no domingo, mas secretário de Saúde diz que 'tudo indica um problema bacteriano'

Central de Notícias,

27 Junho 2009 | 20h06

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul informou, em nota divulgada em seu site no final da tarde deste sábado,27, que exames preliminares revelam que não há evidências de que a causa da morte do cidadão norte-americano no município de Montenegro tenha sido o vírus da Influenza A (H1N1), a chamada gripe suína. A nota destaca, porém, que os exames oficiais só devem ficar prontos neste domingo.

 

Veja também:

linkQuem vem da Argentina e Chile tem de fazer declaração

linkPaís reforça fiscalização da gripe

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

Já o secretário da Saúde do Rio Grande do Sul, Osmar Terra,afirmou que "esta pessoa veio dos Estados Unidos, esteve por dois dias em Curitiba, veio para Porto Alegre onde ficou por mais dois dias, começou a sentir dor de cabeça e febre baixa e ele se automedicou. O quadro agravou-se quando foi para a Montenegro, a serviço."

 

Ainda segundo o secretário, foram feitos todos os exames necessários, como aspiração naso-faringeo e tecido dos pulmões. "Tudo indica um problema bacteriano e não viral, o que descartaria a Influenza A (H1N1)",disse Osmar Terra.

Mais conteúdo sobre:
Gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.