Exames confirmam duas mortes por dengue em MG

Exames laboratoriais confirmaram que a morte de duas mulheres em Uberaba, no Triângulo Mineiro, foi causada pela dengue. No caso de Takaco Horiuchi Chagas, de 57 anos, confirmou-se a suspeita de dengue hemorrágica, enquanto os exames da jogadora de basquete Andrea Capucci Silveira, de 26, apontaram que ela morreu devido a complicações da doença na forma clássica. As famílias das vítimas pretendem processar a Secretaria Municipal de Saúde e o município. O marido de Takaco, Belmiro Chagas, afirmou que houve negligência no caso de sua mulher. O Hospital-Escola informa que Takaco chegou ao pronto-socorro às 22h de segunda-feira e que os médicos apontaram no laudo a suspeita de dengue. Já a jogadora Andréa Capucci foi a um centro de saúde municipal, em 31 de março, apresentando sintomas da moléstia. Foi medicada e recebeu alta. Três dias depois sofreu uma parada cardíaca e morreu. A Secretaria Municipal de Saúde já registrou 3.741 notificações da doença. Desse total, 2.375 casos aguardam resultado ou avaliação de exames. Foram confirmados 1.054 casos de dengue clássica e quatro de dengue hemorrágica. Nos exames, 306 foram descartados. Atualmente, só estão sendo feitas análises em situações que apresentam gravidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.