Extrato de folha de oliveira é aliado contra hipertensão

Estudo foi feito com gêmeos monozigóticos para eliminar incertezas causadas pelas variações genéticas

Efe

26 de agosto de 2008 | 21h45

Um estudo com gêmeos idênticos revelou que o consumo de mil miligramas de um extrato específico de folha de oliveira pode reduzir o colesterol e baixar a pressão, informou nesta terça-feira, 26, a revista Phytotherapy Research.   O relatório sobre a pesquisa realizada por cientistas suíços e alemães mostrou que o estudo feito com gêmeos monozigóticos para eliminar incertezas causadas pelas variações genéticas que existem entre os indivíduos.   Para o estudo, foram pesquisados 20 pares desse tipo de gêmeos que sofriam de hipertensão.   Eram administradas cápsulas com 500 mg ou 1.000 mg do extrato de folha de oliveira ou dose de uma substância inócua ou placebo para cada um dos pesquisados.   Após oito semanas recebendo continuamente as substâncias, os cientistas mediram a pressão sanguínea dos gêmeos e reuniram dados sobre seu estilo de vida.   "O estudo confirmou que o extrato de folha de oliveira tem propriedades que ajudam a combater a hipertensão nos seres humanos", assinalou Cem Aydogan, um dos autores da pesquisa.   Acrescentou que o extrato cumpriu com essas funções quando eram administradas doses de 1.000 mg.

Tudo o que sabemos sobre:
saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.