Falso médico atuava como como cirurgião-geral em Pernambuco

Leonardo de Moura Cintra usava carimbo falso e número de registro no Cremepe de outra pessoa

Marcela Gonsalves, do estadão.com.br,

06 Julho 2011 | 16h03

São Paulo, 6 - Uma operação conjunta do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) e da Polícia Federal identificou nesta segunda-feira, 4, um falso médico que atuava no estado desde 2001 como cirurgião-geral.

Leonardo de Moura Cintra, de 36 anos, não concluiu o curso de Medicina e usava um carimbo falso e o número de registro no Cremepe de outra pessoa. A informação foi divulgada nesta terça-feira, 5. Como não houve flagrante, ele será intimado a comparecer na delegacia da PF do município de Caruaru, onde o caso está sendo investigado.

O falso médico estava na escala de plantão do Hospital Regional do Agreste (HRA), em Caruaru, a 140 km da capital Recife. Ele também trabalhava no hospital Prontolinda, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife.

Várias cópias de documentos foram apreendidas no HRA, como ficha funcional, ordens bancárias da secretaria da Fazenda em nome dele, fichas de frequência funcional e um prontuário de paciente operado pelo suposto médico.

Este é o segundo flagrante de exercício ilegal identificado em quatro dias por uma ação conjunta Cremepe/PF. Na última sexta-feira, 1, uma mulher foi presa em flagrante em Caetés usando o registro de outra pessoa e sem diploma médico reconhecido pelo Ministério da Educação.

Mais conteúdo sobre:
falso médico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.