Divulgação/ADEPOL-RJ
Divulgação/ADEPOL-RJ

'Falta fiscalização', diz secretário

Para Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) 'lamentavelmente' há pouca fiscalização

Davi Lira, O Estado de S.Paulo

13 de maio de 2013 | 02h01

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), do Ministério da Justiça, nega a ausência de políticas públicas voltadas para coibir o uso de álcool por menores de idade. "Junto com a Universidade de Brasília formamos, à distância, 70 mil educadores por ano para levar orientação aos seus alunos, por exemplo", diz o secretário Vitore Maximiano, titular da Senad.

"A lei existe, ela só precisa ser fiscalizada e cumprida. Hoje, lamentavelmente, temos pouca fiscalização", diz ele.

O Ministério da Saúde informou que os pais podem procurar ajuda e orientação para o tratamento de crianças e adolescentes nos 180 Centros de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi) do País, que têm capacidade para fazer 3 milhões de procedimentos por ano.

Tudo o que sabemos sobre:
SaúdeÁlcoolBebida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.