Febraban orienta bancos a afastarem funcionárias grávidas

Gestantes têm 10 dias para procurar seus médicos e pedir relatório sobre permanência no trabalho

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

13 Agosto 2009 | 18h28

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e seus associados orientaram nesta quinta-feira, 13, os bancários, clientes e usuários do sistema financeiro a se prevenirem do vírus da gripe suína. A partir de agora, as funcionárias gestantes têm 10 dias para procurar seus médicos de acompanhamento pré-natal e pedir um relatório de recomendação sobre a permanência ou o afastamento temporário delas do trabalho.

 

Veja também:

especial Entenda a gripe suína

especial Perguntas e respostas sobre a gripe

 

Neste período, elas permanecerão afastadas das atividades. Segundo a Febraban, os prestadores de serviço de limpeza devem intensificar a higienização das superfícies nos postos de trabalho e locais de contato manual frequente como maçanetas, botões de elevadores, torneiras e teclados. Além disso, clientes e usuários dos serviços bancários devem ser informados por meio de cartazes em locais visíveis sobre as recomendações. Entre as recomendações estão lavar as mãos com frequência com água e sabão; evitar contatos com superfícies que podem estar contaminadas e evitar tocar olhos, nariz ou boca para evitar contato com germes.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.