Pixabay
Pixabay

'Leite dourado' usa ingredientes saudáveis e tem propriedades anti-inflamatórias

Bebida deve ser consumida na hora do preparo e feita com componentes frescos; dose máxima é de três vezes ao dia

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

27 Setembro 2017 | 09h04

SÃO PAULO - Produto da milenar medicina ayurvédica, de origem indiana, o "leite dourado" tem ganhado status dentro do cardápio de quem valoriza uma alimentação saudável. Feito com leite vegetal ou de vaca, ele utiliza ingredientes com propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e termogênicas. Só não pode ser utilizado em excesso para não prejudicar os benefícios que pode proporcionar.

"Muitas pessoas já tomam e ele é muito parecido com o chai. O que dá a cor é a cúrcuma, alimento com propriedades anti-inflamatórias. Tem a canela, que controla o metabolismo dos açúcares e o cardamomo, que tem propriedades antioxidantes e efeitos termogênicos. Ele tem sido usado por pessoas que têm uma alimentação mais pura, limpa, sem corantes e conservantes", explica Liliane Oppermann, médica nutróloga especializada em emagrecimento e obesidade do Spa Opper Life.

Liliane diz que o produto está em alta agora, mas que estudos sobre seus componentes, principalmente a cúrcuma, são feitos há 20 anos. "O que está acontecendo hoje é o modismo dos alimentos funcionais, que são os que fornecem calorias, macronutrientes e micronutrientes que trazem benefícios à saúde, promoção de bem-estar. Mas o alimento funcional é diferente de um remédio que você toma e faz efeito na hora. É o famoso devagar e sempre, tem de incluir no dia a dia", diz a médica nutróloga, que é autora do livro "Mind Detox - 7 semanas para emagrecer, mudar o pensamento e a vida" (Editora Gente).

A empresária e blogueira de estilo de vida Gabriela Pugliesi, de 31 anos, é uma das adeptas. "Uso há uns seis meses por indicação do meu nutricionista. Da última vez que fui para os Estados Unidos, perguntei a ele o que poderia levar e ele indicou." Ela diz que toma praticamente todos os dias.

Thais Massa, de 35 anos, é chef de cozinha saudável e conheceu a bebida há cerca de um ano e tem tomado de duas a três vezes por semana. "Há muito tempo, sei dos benefícios da cúrcuma associada à pimenta do reino, mas o 'leite dourado', conheci mais recentemente entre as minhas pesquisas sobre a funcionalidade dos alimentos."

Thais diz que, nesse período, teve a oportunidade de conhecer os aspectos positivos. "A vitalidade aumenta muito, dá para sentir aquela energia extra. Uso também em função do grande poder anti-inflamatório dessa combinação, mas isso não dá para sentir instantaneamente." E também os negativos. "É ótimo para descongestionar e, por causa disso, acabei excedendo na quantidade uma vez, quando estava resfriada, o que me causou certo desconforto gástrico. Mas isso acontece apenas em doses muito altas mesmo."

Ingredientes frescos

Vanderli Marchiori, nutricionista e presidente da Associação Paulista de Fitoterapia afirma que a bebida tem benefícios, mas não deve ser tomada em excesso e nem com o objetivo de emagrecer, já que tem componentes que aceleram o metabolismo.

"A pessoa pode beber até três vezes por dia, mas deve fazer parte de uma dieta saudável. O excesso de antioxidante pode ter efeito contrário e até lesar o fígado. Essa preparação não é da nossa cultura e não vai fazer emagrecer. Não existe milagre na alimentação, mas equilíbrio de todos os ingredientes para ter saúde."

A nutricionista diz que o ideal é que a bebida seja feita com ingredientes frescos. "Tem de ser consumido na hora ou, no máximo, em duas horas após o preparo para não perder os compostos bioativos."

Vanderli explica que o leite dourado também é usado para aumentar a imunidade. "Porque tem o mel, que é bactericida, fungicida e viricida." A versão feita com leite vegetal é uma opção para quem é alérgico ou tem intolerância a leite. "Tem uma semelhança com o leite e dá conforto para quem está consumindo."

+++ Conheça cinco massagens que fortalecem a imunidade corporal

VEJA RECEITAS DE 'LEITE DOURADO'

Receita tradicional

- 1 colher de sopa de mel

- ¼ de uma colher de chá de cúrcuma ou açafrão

- 1/3 de uma colher de chá de gengibre ralado

- ¼ de uma colher de chá de cardamomo

- ¼ de uma colher de chá de canela

- 300 ml (um copo) de leite vegetal de amêndoas ou de coco

Misture os ingredientes com três colheres de sopa de água fervente.

Na sequência, coloque o leite vegetal de amêndoas ou de coco


'Leite Dourado' Probiótico - Receita desenvolvida pela nutróloga Liliane Oppermann

- 1 colher de sopa de mel

- ¼ de uma colher de chá de cúrcuma ou açafrão

- 1/3 de uma colher de chá de gengibre ralado

- ¼ de uma colher de chá de cardamomo

- ¼ de uma colher de chá de canela

- 300 ml (um copo) de kefir

Misture os ingredientes com três colheres de sopa de água fervente. Na sequência, coloque 300 ml (um copo) de kefir

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.