Raimundo Pacco/EFE
Raimundo Pacco/EFE

Fiocruz alerta para tendência de aumento dos casos de coronavírus em 10 capitais

Previsão é feita com base nos dados de 18 a 24 de outubro, quando 97,7% dos casos de síndrome respiratória aguda grave foram associados à covid-19

João Ker, O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2020 | 00h45

Dados coletados pela Fiocruz apontam uma tendência de aumento com sinal moderado ou forte nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e coronavírus em dez capitais do País. Divulgada nesta sexta-feira, 30, a previsão é feita com base na semana entre 18 e 24 de outubro, quando a covid-19 está associada a 97,7% das novas infecções.

Em Aracaju, Florianópolis, Fortaleza, João Pessoa, Macapá, Maceió e Salvador a tendência de infecção a longo prazo apresenta sinal forte, com probabilidade maior que 95%, para casos de coronavírus e SRAG. Já em Belém, São Luís e São Paulo a tendência de contágio é de sinal moderado (maior que 75%) a longo prazo, acompanhado de possível estabilização a curto prazo.

De acordo com o Boletim Infogripe, é a primeira vez que São Paulo registra sinal de crescimento na tendência de contágio desde que o total de infecções começou a cair na capital paulista, ainda em junho. Ao mesmo tempo, o relatório aponta que os municípios de Belém, Florianópolis, Fortaleza, João Pessoa, Macapá, Salvador e São Luís apresentam o sinal de aumento há pelo menos quatro semanas consecutivas.

A Fiocruz ainda aponta que a tendência nacional é de queda nos casos de SRAG e de covid-19, ainda que as ocorrências sejam “muito altas”. O relatório também mostra que em 12 das 27 unidades federativas há sinal de queda ou estabilização a longo prazo. Nos demais, há ao menos uma macrorregião estadual com tendência de curto e/ou longo prazo com sinal moderado ou forte de crescimento.

Os 15 Estados que não apresentam sinal de queda ou estabilização a longo prazo são Amapá, Pará, Tocantin, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Sergipe, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.