Oli Scarff/AFP
Oli Scarff/AFP

Fiocruz recebe insumos da China para produzir mais 12 milhões de doses de vacina contra a covid-19

A carga deveria ter chegado neste sábado, mas houve um atraso na conexão do voo em Luxemburgo, na Bélgica

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2021 | 13h43

RIO - A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recebeu no início da manhã deste domingo, 28, duas novas remessas de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) da China para a produção da vacina contra a covid-19. O material é suficiente para fabricar cerca de 12 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca.

A carga deveria ter chegado neste sábado, mas houve um atraso na conexão do voo em Luxemburgo, na Bélgica. O avião trazendo os insumos pousou no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, o Galeão, por volta das 6h40 deste domingo, 28.

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) já tinha recebido na última quinta-feira, 25, insumos para a produção de seis milhões de doses da vacina. Ainda está prevista a chegada de uma nova carga para a fabricação de cinco milhões de doses nesta semana.

Em nota, a Fiocruz informou que os quatro lotes de Ingrediente Farmacêutico Ativo serão suficientes para as entregas de vacinas ao Ministério da Saúde programadas para abril e parte do que está previsto para maio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.