Foguete russo Soyuz decola rumo à estação espacial

Um trio composto por astronautas russo, japonês e norte-americano decolou a bordo da espaçonave Soyuz no domingo para uma missão de quatro meses na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), que Moscou espera que ajudará a restaurar a confiança em seu programa espacial.

ROBIN PAXTON E DMITRY SOLOVYOV, Reuters

15 Julho 2012 | 09h57

O cosmonauta veterano russo Yuri Malenchenko, o astronauta da Nasa Sunita Williams e o astronauta japonês Akihiko Hoshide fizeram uma decolagem bem sucedida a bordo do foguete Soyuz TMA-05M do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, às 23h40 do sábado (horário de Brasília).

Eles devem chegar à estação na noite de segunda-feira, unindo-se ao engenheiro de voo da Nasa Joseph Acaba e aos cosmonautas russos Gennady Padalka e Sergei Revin a bordo da ISS, um complexo de pesquisa de 100 bilhões de dólares e que orbita a 385 km da Terra.

“"O Soyuz fez uma decolagem bem tranquila para o espaço", disse um porta-voz da Nasa durante a transmissão ao vivo no canal de televisão da agência norte-americana. O foguete expeliu uma trilha laranja brilhante pelos céus cheios de nuvens da estepe cazaque.

Desde a aposentadoria dos ônibus espaciais no ano passado, os Estados Unidos ficaram dependentes da Rússia para levar astronautas até a ISS, que custa à nação 60 milhões de dólares por pessoa.

Mais conteúdo sobre:
ESPACO SOYUZ DECOLAGEM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.