Fórum de Davos exige que membros se vacinem contra gripe A

Organização do evento advertiu que exigirá a apresentação do certificado de vacinação dos participantes

Efe,

10 Dezembro 2009 | 09h46

O Fórum Econômico Mundial (FEM), que realizará sua conferência anual em janeiro, em Davos (Suíça), ordenou que todos seus membros se vacinem contra a gripe A e a gripe sazonal antes do evento, e "recomendou fortemente" que os outros participantes e jornalistas façam o mesmo.

 

Veja também:

linkCinco morrem na Suíça após serem vacinadas contra gripe A

linkGripe suína é menos perigosa que se imagina, diz estudo

linkBrasil vai vacinar idosos, grávidas e crianças 

 

Em e-mail enviado a seus colaboradores, os responsáveis pelo FEM - uma organização privada com sede em Genebra - advertem que todos os que não tiverem apresentado certificados de vacinação antes de 10 de janeiro serão excluídos do centro de congressos.

 

No entanto, um porta-voz do Fórum garante que a instituição "não obrigou ninguém", e disse que os membros que se recusarem à vacinação "ficarão em Genebra realizando outras tarefas".

 

No e-mail de confirmação do credenciamento de imprensa aos jornalistas que vão cobrir o evento, que acontece entre 27 e 31 de janeiro, também foi recomendada a vacinação contra a gripe A.

 

"Para garantir a saúde de todos na reunião anual, recomenda-se fortemente a vacinação a todo o pessoal e os participantes. Os membros do Fórum Econômico Mundial serão vacinados contra a gripe sazonal e contra a gripe A. Por isso, recomendamos que tome medidas similares antes de viajar à reunião anual", afirma a mensagem aos jornalistas.

 

O Fórum Econômico Mundial reúne, sempre no mês de janeiro, em Davos, milhares de participantes, entre líderes mundiais e empresariais, dirigentes e personalidades de destaque em diferentes setores.

Mais conteúdo sobre:
Forum de Davos gripe A

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.